The Girl
Ana Paula, 15 primaveras. Mesmo que seja um pouco difícil as vezes, tem e procura ter positividade na cabeça. A melhor palavra que define essa libriana, nascida no dia do anjo da guarda, com coração cor de rosa é: justiça. Não só para ela, mas para todos ao seu redor. Na aparência é geek, vintage, retrô, ladylike e girlie. Profissionalmente? Futura Designer Gráfico, é claro.

Lovers
Frutas vermelhas, música, chocolate, romance, fotografar, história da arte, filosofia, pop art, linguagem, criatividade, família, cupcake, cultura, belle époque, descrever, primavera, arte de criar. Presente, passado e futuro.

Music
Rock e seus subgêneros + MPB.

The Blog - Mission
Criado desde 2004 por Ana Paula Aragão, a qual relata suas opiniões e demais interesses. Como o blog foi criado a um bom tempo, os rabiscos antigos foram apagados.





Votação
 Dê uma nota para meu blog


Links
  Imaginarium
  Paper Toy Art
  Guia do Estudante
  My Flash Fetish
  Pixel Girl Presents
  Background Labs
  ImageShack
  Vá de Vintage
  Neopets


Leia este blog no seu celular
 
 
L♥ve today!


Vintage

     Porque quem vive do passado é museu? Museu é o presente guandando a riqueza e a importância do passado.
     Durante as horas lembro em cada recordação passada que não da para esquecer. Vivendo pelo presente sou aconselhada pelas experiências que passei.
    O passado inspira o presente e o presente reflete o futuro, nada mais justo. Aquilo que é bom, as pessoas gostariam de deixar passeando, indo e voltando, ultrapassando as regras do tempo, para que sejam sempre presentes. Aquilo que se queria para o futuro, muitas vezes estava mais perto do presente e nem foi notado, teve a opção de deixar voar ou de agarrar, só dependeu do tamanho da vontade.
     E se o tempo parasse? Seria um mundo continuo, sem nada a se esperar, o tão esperado e sonhado futuro refletido não seria garantido e o passado é que faria a história.

Ana Paula Aragão



Rabiscado por Paula Red às 15h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Equalize

    "Às vezes se eu me distraio, se eu não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você .Já vi que não posso ficar tão solta, me vem logo aquele cheiro que passa de você pra mim num fluxo perfeito.
[...]
    Me balanço devagar como quando você me embala, o ritmo rola fácil, parece que foi ensaiado. E eu acho que eu gosto mesmo de você bem do jeito que você é. Eu vou equalizar você numa freqüência que só a gente sabe. Eu te transformei nessa canção pra poder te gravar em mim.
    Adoro essa sua cara de sono e o timbre da sua voz que fica me dizendo coisas tão malucas, e que quase me mata de rir quando tenta me convencer que eu só fiquei aqui porque nós dois somos iguais.
    Até parece que você já tinha o meu manual de instruções, porque você decifra os meus sonhos, porque você sabe o que eu gosto e porque quando você me abraça o mundo gira devagar. E o tempo é só meu e ninguém registra a cena de repente vira um filme todo em câmera lenta."
(Pitty)



Rabiscado por Paula Red às 14h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]